domingo, 23 de novembro de 2008

A influência das línguas africanas no português

A maior influência das línguas africanas no português, deu-se no léxico, isto é, no nosso vocabulário, a exemplo temos importantes palavras como bunda, samba, moleque, tanga, sunga, cachaça, axé (de étimo fon/iorubá), capanga, pombajira, macumba, caçula, babá, xingar, lengalenga, bambambã, fungar, xodó, agogô, batuque, banguela, berimbau, cachimbo e cacimba, jiló, marimbondo, maxixe e muamba, quenga, quilombo e zumbi.
O principal grupo linguístico, da África, que influenciou o português, principalmente o português do brasil, foi o banto que compreende a família linguística Níger-congo com as línguas quicongo (o quicongo é falado na República Popular do Congo), quimbundo ( o quimbundo é a língua da região central de Angola), umbundo ( umbundo é falado no sul de Angola e em Zâmbia) e outras, ainda, como o kwa, ewe-fon, iorubá.
Várias sociedades africanas que utilizavam determinadas palavras parecidas foram chamadas de bantu pelos europeus.
Bantu - significa um coletivo de seres humanos.
O grupo linguístico banto compreende cerca de 300 línguas muito semelhantes, faladas em 21 países: Camarões, Chade, República Centro-Africana, Guiné Equatorial, Gabão, Ango-la, Namíbia, República Popular do Congo (Congo-Brazzaville), República Democrática do Congo (RDC ou Congo-Kinshasa), Burundi, Ruanda, Uganda, Tanzânia, Quênia, Malavi.
A região banto era situada ao longo da extensão sul da linha do equador, e a região oeste-africana ou “sudanesa”, que abrange territórios que vão do Senegal à Nigéria.









Região Bantu
















Línguas estrangeiras hoje na África
















Mapa dos grandes grupos linguísticos da África

Fontes de consultas: Artigo da professora Yeda Pessoa de Castro na revista do Iphan
Dicionario Houaiss, versão 2.0 ; Dicionário Aurélio, versão 3.0
Enciclopédia Wikipédia

0 comentários:

Postar um comentário

 

Creative Commons License Customizado por UC Powered by Blogger